Campanha-Compartilhe-a-Rua-

Campanha “Compartilhe a Rua” Detran/ES

Campanha-Compartilhe-a-Rua-
É difícil ver uma boa campanha sobre bicicleta. São inúmeros os casos de campanhas publicitárias #fail como a da Fiat “Vacilão na rua, não” ou até mesmo campanha de conscientização feita pela prefeitura de Vitória (ES) que diz erroneamente que o ciclista deve pedalar próximo ao meio fio.

Se redimindo do fiasco anterior, o governo do Espirito Santo lançou uma campanha muito legal e do jeito que ela deve ser:
<iframe width=”600″ height=”450″ src=”https://www.youtube.com/embed/laFLmDaODFM” frameborder=”0″ allowfullscreen></iframe>

A campanha é bem criativa e consegue passar, de uma forma interessante, a ideia de compartilhar a rua.
Em poucos segundos, fala como os motoristas e ciclistas devem se comportar nas ruas, de forma clara e com informações corretas.

 “Motorista, ao ver um ciclista, reduza a velocidade, ultrapasse pela esquerda e mantenha distância lateral de 1,5m.”

Outra informação relevante é a de que o ciclista deve ocupar a faixa.

Por um momento, acreditei que estava mostrando todo mundo de capacete e passando a ideia de que capacete é um item obrigatório, mas nas cenas finais mostra um ciclista pedalando sem capacete, reforçando que capacete é um item que pode ser considerado importante, mas é opcional.

Parabéns pela iniciativa Detran-ES!

Leia Mais

5km/h fazem toda a diferença

Ultimamente, com as discussões sobre a importância da redução na velocidade dos veículos, lembrei de uma campanha que mostrava a diferença de “apenas 5km/h” em um acidente.
A propaganda foi criada em 2002 pela Transport Accident Commission, que também tem outras campanhas sensacionais sobre prevenção de acidentes.

É incrível como 5km/h refletem em 27km/h a mais na hora do impacto. Veja o vídeo:

 

E aí, 5km/h fazem ou não a diferença? Repasse esse vídeo para todos os seus amigos!

Leia Mais