Como se essa rua fosse sua… por conta do IPVA

Muitos motoristas agem como se a rua fosse deles, alguns se sentem no direito pois pagam o IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) e bicicletas (e outros veículos não motorizados) não pagam.

O que não sabem, é que a rua é um direito de todos e o IPVA não é destinado à construção e manutenção das vias.

“O quê? O IPVA que eu pago não é para manutenção da infraestrutura viária?”

Pois é, o imposto que muitos usam como desculpa para legitimar o uso das vias não é usado para a construção e manutenção delas. O que acontece é que a constituição estabelece que apenas 50% do total arrecadado pelo estado com o IPVA vai para o município em que o veículo está registrado e esse valor é usado para manutenção da cidade (e não só das vias). Ou seja, o imposto cai em uma conta junto com todos outros todos impostos que são arrecadados e, aí sim, esses impostos são usados para manutenção das vias, do transporte público, das praças da cidade, das escolas, hospitais etc.

Resultado: não tenho carro, mas também pago impostos, tenho o mesmo direito de usar a via que você, motorista!

 

Lembre-se: o carro é seu, a rua é de todos!

o carro é seu, a rua é de todos!o carro é seu, a rua é de todos!
fonte: http://www.flickr.com/photos/capitu/8622937133

2 comentários em “Como se essa rua fosse sua… por conta do IPVA

    1. Exatamente, meus caros!

      Existem diversos estudos pelo mundo que indicam que os danos à saúde pública causados pelo automóvel SÃO MUITO MAIORES que os benefícios econômicos que trazem, como criação de emprego e impostos.

      Assim como a indústria do cigarro, a indústria automobilística é tão poderosa que consegue nos enganar, todos nós!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares