Bicicleta, uma máquina de vender

Décadas atrás, empresas de cigarros começaram a usar o lifestyle como propaganda. Liberdade, esporte, saúde e sucesso eram contraditoriamente associados às marcas. Contraditório um esportista fumando, mas as pessoas ao verem as propagandas da época ficavam com vontade de estar na pele do esportista, em praias desertas ou subindo montanhas com paisagens lindas. No final, após conquistar seu objetivo,  acendia-se um cigarro e, como mágica, a marca estava associada a algo bom e de desejo.
Essa técnica de publicidade é usada por grandes marcas até hoje. E a bola da vez é a bicicleta.

Propaganda antiga com cigarro e bicicleta. Chega a ser bizarra essa associação hoje né?
Propaganda antiga com cigarro e bicicleta. Chega a ser bizarra essa associação hoje, né?

Ela está em todo lugar: na propaganda de iogurte, de perfume, do banco e até mesmo no comercial do novo carro com IPI reduzido e parcelado em 50 vezes.
Isso é reflexo do fato da bicicleta ser o assunto do momento, mas também por ela ser legítima representante de um lifestyle ideal. Todo mundo simpatiza com a bicicleta, até o mais conservador tem o discurso: “Não sou contra as bicicletas, acho que é muito bom, mas…”

Será que o mascote andando de bicicleta deixa o produto mais saudável?
Será que o mascote andando de bicicleta deixa o produto mais saudável?

Tudo isso tem uma explicação: gerar uma conexão. Vem com ela a bagagem de uma vida saudável, feliz, jovem, ativa, livre, sustentável. Qual empresa não quer isso associado à sua marca??

“Conexão é a necessidade humana mais importante. Se a necessidade daquele cara fosse ir ao trabalho de carro, poderia ter comprado um Fusca. Mas ele comprou um Jeep, pois a necessidade de dizer que é bem sucedido é maior. ” Trecho retirado de um texto sobre marketing para seres humanos.
itau-bicicleta
Será que o Itau é bonzinho e amigo das bicicletas? Eles apoiam várias iniciativas ligadas à bicicleta, mas eles não tem nem paraciclo em suas agências…

 

Até mesmo as montadoras de carros tem apostado na imagem da bicicleta para alavancar as vendas:

propaganda-carro-bicicleta
Propaganda de carro com um ciclista que fala que é um ótimo carro até mesmo para deixá-lo na garagem.
MITSUBSHI3
Mitsubish também entrou na onda de que o legal é ter carro e bike.

Mas isso é bom ou é ruim?
Uma coisa é certa, todo esse hype em cima das bicicletas acaba por colocar em evidência o papel da bicicleta nas cidades. O que por um lado aproveita da imagem da bicicleta, por outro acaba por incluir cada vez mais a bicicleta no cotidiano das pessoas.

Se é bom ou ruim, não sabemos. Apesar daquele sentimento de que algumas marcas simplesmente estão explorando a imagem das bicicletas, é ótimo ver tanta bike por aí.

O que você acha? Comente! :)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares